//
você tá lendo...
Home

Polêmica, Luciana! O assunto é lenço palestino

“Digamos, Luciana, que eu enquanto artista que, enfim, circula nesse meio moderno, e digamos assim que eu esteja tendo uma vontade de usar lenço palestino e que nessa circunstância eu esteja sofrendo preconceito dos meus colegas, a gente sabe que o difícil é criticar a si mesmo porque criticar o outro todo mundo no caso sempre esteve fazendo, né, em matéria de crítica.”

Ôh, coitado...

Essa polêmica é digna de um “Superpop” se o “Superpop” fosse hipster. O lenço palestino foi adorado entre 2007 e 2008 (sim, 2008! Parecia mais tempo, né?). Os sites de streetstyle, nessa época num auge do coolness (foi um pouquinho antes da invasão das it girls e seus saltos monumentais), mostravam vários jovens (hipsters, claro) usando o tal do lenço, originalmente chamado keffiyeh, enrolado no pescoço (com a ajuda da Urban Outfitters, que colocou uns desses pra vender). Chamou a atenção porque ele pode simplesmente parecer bonitinho mas possui um aspecto político fortíssimo, já que é associado praticamente como símbolo de conflitos na região da Palestina e usado, inclusive pra cobrir o rosto, por integrantes do Hamas, por exemplo, ou simplesmente por gente que defende o Estado Palestino.
Aí a Balenciaga colocou uns lenços parecidíssimos com o keffiyeh pra desfilar em coleção que foi uma das mais importantes dessa nova fase da marca com Nicolas Ghesquière, de outono-inverno 2007/08. Ela era toda baseada no streetstyle. Aí o povo chiou mesmo, porque a marca estaria se apropriando desse símbolo pra esvaziá-lo – enfim, a discussão é bem complexa e sinceramente eu precisaria refletir bastante sobre pra tomar um partido. E existia um texto da Vivian Whiteman sobre o assunto que eu não consegui encontrar (#analfabetismodigital), só achei esse trecho.

Pra conter os ânimos (ou exaltá-los?), resta dizer: hoje em dia usar o keffiyeh é cafona. Toda vez que um “moderno” assiste ao “Pânico na TV” e vê o Bolinha usando lenço palestino, uma lágrima digna de música de Belle & Sebastian escorre por sua face. Como uma daquelas modas que bombam demais, essa não só passou como se exauriu e virou coisa de gente que “quer ser cool” e não que “é cool de verdade”.

Enquanto isso, no livro e na exposição retrospectiva de Regina Guerreiro, um lenço palestino em editorial na década de 80, muito antes dele entrar - e sair! - de moda

Que discussão besta, né? Por um lado, melhor assim: quem se sentia desrespeitado com a glamurização do lenço palestino respirou aliviado. Quem constatou que a moda do lenço palestino era mesmo, afinal, só uma moda passageira e vazia, lamentou a falta de informação e conscientização política – mas também passou esse gostinho amargo na boca de humanidade burra. Quem tinha um lenço palestino porque era féxion doou pra campanha do agasalho ou guardou-o bem no fundo do armário, pensando com o coração quente de esperança como um pãozinho francês recém-saído do forno: “Ah, essa moda vai voltar daqui 10 anos e eu vou ter um original de 2008!”. Bom, ainda faltam 6, vamos torcer pras traças estarem de dieta

Até o papa aderiu...

O fato é: tô a fim de voltar a usar esse lenço. Não sei se é o clima meio militar que tá pintando nas passarelas, não sei se é crise, não sei se é cafonice intrínseca, não sei se é uma vontade inconsciente de se vestir como se estivesse se preparando pra uma guerra civil. Também não sei se é o lenço que o meu namorado me mostrou do fundo da gaveta dele, que é palestino mas todo colorido – achei lindo. E aí? Se eu usar hoje, em 2012… serei cafona?
Vamos ver, qualquer dia faço um teste, quem sabe no próximo SPFW

Em tempo: o keffiyeh voltou pra passarela na Semana de Moda de NY de outono-inverno 2012/13. Pelas mãos de um de meus maiores ídolos na moda, Yohji Yamamoto, pra Adidas, na linha Y-3.
E em tempo parte 2: esse post foi inspirado nesse outro post, do blog da “Nylon.
E aproveita pra ver um vídeo do Mario Mendes falando sobre o livro novo da Regina Guerreiro na “Veja!

Montagem da "Nylon": o original, o da Balenciaga, o da Y-3

Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “Polêmica, Luciana! O assunto é lenço palestino

  1. ainda bem que não sou das modas, tive essa vontade de resgatar o meu no inverno argentino ano passado e nem fui motivo de chacota (pelo menos eu acho!).. mas fui feliz..

    Publicado por catarina | março 2, 2012, 7:13 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: